OIT: 43% dos homens trabalham mais de 44 horas semanais

Relatório
divulgado nesta quarta-feira pela Organização Internacional do Trabalho (OIT)
indica que 25,2% das mulheres e 43,2% dos homens no Brasil trabalham mais de 44
horas por semana. Segundo o estudo, a jornada semanal chega a ser de mais de 48
horas para 13,7% das pessoas do sexo feminino e para 25,2% daquelas do sexo masculino.

De acordo com a publicação Perfil do Trabalho Decente no Brasil, a média
semanal de trabalho das mulheres entre 1992 e 2007 foi de 36,4 horas e a dos
homens, de 44,4 horas.

A OIT alerta ainda que o número de horas semanais que as mulheres dedicam aos
afazeres domésticos supera em 12,5 o dos homens. Se for considerada a dupla
jornada, as mulheres trabalham em média cinco horas a mais do que os homens.

A jornada semanal de 48 horas de trabalho havia sido estabelecida no Brasil em
1943, mas, com a promulgação da Constituição Federal de 1988, foi reduzida a 44
horas. Dez anos depois, foi aprovada a Lei nº 9.601, que criou o chamado banco
de horas (sistema de compensação de horas extras).

Em momentos de grande atividade da empresa, a jornada de trabalho pode ser
ampliada em até duas horas extras por dia, sem que esse período trabalhado a
mais seja remunerado, mas compensado posteriormente em momentos de redução da
produção, por meio de folgas ou de diminuição da jornada diária até a quitação
das horas excedentes.

Fonte: Terra